Curso de Extensão “Masterclass de Regência Orquestral”

Masterclass de Regência Orquestral 2020

Estão abertas as inscrições para o Curso de Extensão “Masterclass de Regência Orquestral” que tem por objetivo oportunizar o desenvolvimento e qualificação para regência de uma orquestra sinfônica sob a orientação do Maestro Alessandro Sangiorgi (renomado profissional da área e regente titular da OSUEL). O curso se desenvolverá no Cine-Teatro Universitário Ouro Verde com aulas práticas (16 horas junto à Orquestra Sinfônica da UEL) e 24 horas de aulas teóricas. Será trabalhado o seguinte repertório: a “Serenata para Cordas” de Nepomuceno, o recitativo e ária “E Susanna non vien – Dove sono i bei momenti” (da Ópera “As Bodas de Fígaro”) e a “Sinfonia nº 41 – Júpiter” de Mozart. Ao fim do curso, serão escolhidos alguns alunos participantes para reger a Orquestra Sinfônica da UEL no Concerto Final da Masterclass de Regência no dia 13/02 às 20h.
Data do curso: 10 a 13/02/2020
Período de Inscrição: até 06/02/2020 pelo link http://www.uel.br/eventos/insc/?id=5651
Valor da inscrição: R$ 50,00 (pagamento através de boleto bancário gerado no ato da inscrição)
Público alvo: Professores e estudantes de música e instrumentistas musicais interessados na performance de regência orquestral.
Candidatos interessados na categoria de performance em regência orquestral, realizar a inscrição online e enviar link de vídeo com duração entre 05 a 10 minutos para o e-mail masterosuel@gmail.com. Candidatos interessados na categoria ouvinte, realizar a inscrição online.

RECESSO UEL

banner-final-de-ano2

Considerando o recesso de fim de ano da Universidade Estadual de Londrina de 23/12/2019 a 06/01/2020. Informamos que não haverá atividades no Cine Teatro Universitário Ouro Verde. Contatos, somente através do e-mail ouroverde@uel.br, os quais, serão respondidos a partir de 07/01/2020.

BOAS FESTAS!

 

O PEQUENO GRANDE SHOW

IMG-20191211-WA0008

Serviço:
O Pequeno Grande Show – Flick Escola de Circo
Quando: 14 de dezembro (sábado) às 20h
Onde: Teatro Ouro Verde (rua Maranhão, 85)
*Ingressos estão sendo vendidos antecipadamente pelos alunos da escola nos telefones: 3027-4646 – 99969-7459 – 99622-6942

Caso sobrem ingressos serão comercializados na bilheteria do Teatro momentos antes da apresentação

 

Orquestra Sinfônica da UEL apresenta trechos da Ópera “A Viúva Alegre”

Viúva Alegre OSUEL 12dez2019

Sob a regência do Maestro Alessandro Sangiorgi, a Orquestra Sinfônica da UEL encerra a Temporada Ouro Verde 2019 nesta quinta-feiradia 12, trazendo ao palco uma seleção de trechos da Ópera “A Viúva Alegre”, do compositor austro-húngaro Franz Lehár. Trata-se de uma história acontecida em Pontevedro, um país fictício e tão pequeno que não se pode encontrar em mapa algum. O Barão de Pontevedro teme que a viúva Hannah Glawari gaste sua fortuna em Paris ou caia nas mãos de um usurpador. Para que então o dinheiro permaneça no país, é preciso que um pontevedriano seduza e se case com a rica viúva – tarefa para o charmoso Conde Danilo. A soprano Patrícia Mello e o tenor João Miguel Aiub, solistas convidados, se revezarão na interpretação dos dois pares principais de personagens da trama, a viúva Hannah e o Conde Danilo e também Valenciana (esposa do Barão de Pontevedro) e o Conde francês Camillo de Rosillon (que é apaixonado por Valenciana).

Na primeira parte do concerto será executado o belíssimo Adagio do “Concerto de Aranjuez para Violão e Orquestra” do compositor espanhol Joaquín Rodrigo e solo de Natanael Fonseca. Escrito no período entre guerras, trata-se do primeiro concerto para violão e orquestra da história da música, além de ser considerada a obra espanhola mais interpretada em todo o mundo. O “Concerto de Aranjuez” foi composto para descrever os jardins do Palácio Real de Aranjuez (residência de Reis em séculos passados), num diálogo entre violão e instrumentos solos em orquestração única e de sublime inspiração. Cego desde a infância, Joaquín Rodrigo cita que o 2º movimento deste concerto “representa a captura da fragrância das magnólias, cantos dos pássaros e um fluxo de fontes dos jardins”.

 Serviço:

Concerto da Orquestra Sinfônica da UEL (Encerramento da Temporada Ouro Verde 2019)

Data: 12/dezembro, quinta-feira

Horário: 20h30min

Local: Teatro Universitário Ouro Verde

Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada) à venda no Teatro nos dias 09, 10, 11 e 12 (das 14h às 19h)

Um sonho de Natal

Um sonho de Natal

Escola Municipal de Dança estreia “O Quebra-Nozes” com cerca de 300 bailarinos nesta quinta-feira (5). Temporada vai até domingo no Ouro Verde Uma menina que se apaixona por seu presente de Natal – um soldadinho da tradição alemã utilizado para abrir nozes – e vive sonhos incríveis na Noite de Luz. Este é o enredo em torno do qual gira “O Quebra-Nozes”, um dos balés mais célebres da história da dança e que desperta a imaginação de crianças e adultos nas festas de fim de ano.

A Escola Municipal de Dança escolheu a obra de Tchaikovski para levar à cena em 2019, com cerca de 300 bailarinos e atores, imensos cenários e centenas de figurinos desenhados especialmente para a ocasião. Serão apenas quatro apresentações no Teatro Ouro Verde: de quinta (5/dez) a domingo (8/dez), sempre às 20 horas, com ingressos a R$20 e R$10 (meia-entrada). Os bilhetes estão à venda na Secretaria da Funcart só até a quarta (dia 4) e no próprio Teatro a partir de quinta (5), diariamente, das 14 às 20 horas.

A realização é da Funcart e da Prefeitura Municipal de Londrina, com apoio institucional da Casa de Cultura da Universidade Estadual de Londrina. O evento é parte das comemorações de 85 anos da cidade.

Dividido em dois atos, o espetáculo conta a história da menina Clara e é ambientado na Europa Oriental do século XIX. Na festa de Natal realizada na casa da família Stahlbaum, as crianças estão ansiosas para receber seus presentes. Clara, filha do Sr. Stahlbaum, ganha do tio e padrinho Drosselmeyer um Quebra-Nozes, soldadinho incrivelmente real. Seu irmão Fritz também fica encantado com o presente e tenta tirá-lo dela. Na disputa, o brinquedo se quebra. O tio, que tem poderes mágicos, conserta o Quebra-Nozes e, após a agitada noite de festas, a menina adormece com ele nos braços. Os objetos da sala, então, ganham uma aparência fantástica, a árvore de Natal e os móveis crescem.

Quando o relógio bate meia-noite, o ambiente é invadido por inúmeras ratazanas lideradas pelo Rei dos Ratos. O Quebra-Nozes, com seu pequeno exército, o enfrenta bravamente. O Rato-Mor, entretanto, só é vencido com uma ajudinha de Clara, que atira sobre ele sua sapatilha. O soldado de brinquedo transforma-se em um belo príncipe, que segue com a menina para o Reino das Neves. O tio Drosselmeyer logo aparece e os conduz para outro lugar fantástico – o Reino dos Doces, onde dançam a Fada Açucarada e o Príncipe Marzipam. Entre as tristezas das despedidas, o dia começa a nascer e Clara desperta com o Quebra-Nozes nos braços. Tudo não passou de um sonho.

“Escolhemos O Quebra Nozes por ser um clássico do balé mundial. Ele é bastante executado nesta época por ter um tema natalino e infantil. Como temos bastantes crianças na Escola, encaixa perfeitamente”, explica Luciana Lupi, coordenadora da Escola Municipal de Dança, acrescentando que a montagem será uma das principais atrações da programação do Aniversário de Londrina. A Funcart trabalha desde julho para a preparação do trabalho. A adaptação coreográfica, ensaios, produção de cenários, figurinos e adereços envolveu toda a equipe: educadores, técnicos, alunos da dança e até alguns bailarinos do Ballet de Londrina, que fazem participação especial. Além de  ensaios diários com grupos isolados, que dominaram os últimos meses, a EMD realizou cinco ensaios gerais, com todo o elenco, em fins de semana.

Conhecida pelo alto nível de sua formação, a Escola Municipal de Dança de Londrina utilizou a montagem, principalmente, como exercício pedagógico do curso regular de balé clássico. Os alunos assistiram a uma sessão especial de “O Quebra Nozes” no Cine Com-Tour e realizaram trabalhos escritos, para além da prática. O resultado está em cena: a Funcart forma este ano 13 bailarinos clássicos – o maior número de formandos desde o início da Escola, há quase três décadas. “É uma alegria imensa para a Fundação. Sabemos que não é fácil chegar lá, é um trabalho árduo, que exige muita dedicação”,
ressalta Lupi.

A coordenadora comenta que o grande investimento da Escola no nível técnico dos alunos é uma forma de fazer com que a dança clássica, mais que um instrumento de desenvolvimento lúdico e físico, seja um caminho de profissionalização, tornando-os capacitados para ingressar em grandes companhias ou a se tornarem professores na área. “Os resultados indicam que estamos em um bom caminho. Além das conquistas dos bailarinos de Londrina no Brasil e no mundo, temos o retorno da plateia, que sempre elogia o trabalho – e a plateia londrinense é exigente”, afirma.

O espetáculo tem direção geral de Marciano Boletti, com produção de Luciana Lupi e assistência de produção de Danieli Pereira. Os educadores que realizaram a adaptação dos números são Alessandra Menegazzo, Claudio de Souza, Eduarda Nishikawa, Luciana Lupi, Marciano Boletti, Renata Doi, Rosangela Homem, Thacyane Vargas e Thayná Rodrigues.

O Reino dos Doces – Apenas o segundo ato de “O Quebra Nozes” será apresentado em uma matinê no domingo, dia 8 de dezembro, às 16 horas, no próprio Teatro Ouro Verde, com ingressos a R$20 e R$10 (meia). A versão compacta é especialmente dirigida a crianças menores e leva à cena também as turmas de Pré-Balé da Funcart, com os pequenos a partir de quatro anos de idade. Os educadores do Pré-Balé são Edméia Lima, Thacyane Vargas, Thayná Rodrigues e Vitoria Barioni.

Serviço:

O Quebra-Nozes (INGRESSOS ESGOTADOS)
Escola Municipal de Dança/Funcart
Dias 5, 6, 7 e 8 de dezembro, de quinta a domingo
Às 20 horas
No Teatro Ouro Verde
(R. Maranhão, 85 – Centro)
Ingressos: R$20 e R$10 (meia-entrada)
À venda na Secretaria da Funcart até a quarta (4) e na portaria do Teatro
Ouro Verde a partir de quinta (5), diariamente, das 14 às 20 horas
Classificação indicativa: Livre
Duração: 120 minutos

O Reino dos Doces (matinê) – RESTAM POUCOS INGRESSOS
Escola Municipal de Dança/Funcart
Dia 8 de dezembro, domingo
Às 16 horas
No Teatro Ouro Verde
(R. Maranhão, 85 – Centro)
Ingressos: R$20 e R$10 (meia-entrada)
À venda na Secretaria da Funcart até a quarta (4) e na portaria do Teatro
Ouro Verde a partir de quinta (5), diariamente, das 14 às 20 horas
Classificação indicativa: Livre
Duração: 60 minutos

Contatos para a imprensa:
Renato Forin Jr. (assessoria de imprensa): (43) 99979-3349
Fotos: Créditos: Fábio Alcover

 

CONCERTO DE NATAL NO MUSEU HISTÓRICO

Concerto Natal no Museu Hist 2019

Orquestra Sinfônica da UEL, em parceria com o Museu Histórico de Londrina e apoio da Secretaria Municipal de Cultura, realizará nesta sexta-feira um Concerto de Natal ao ar livre nos jardins do Museu Histórico. A apresentação, sob a regência do Maestro Alessandro Sangiorgi, inicia às 19h30min, com entrada gratuita. Neste concerto a Orquestra estará apoiando a Campanha da RPC, servindo como ponto de coleta para a arrecadação de brinquedos (novos ou usados em bom estado) que serão doados a crianças carentes. Contribua você também e faça uma criança feliz!!

A apresentação contará com a participação especial da soprano Patrícia Mello e do tenor João Miguel Aiub como solistas em trechos selecionados da Ópera Viúva Alegre de Franz Lehár. O programa, além de repertório natalino, contará também com obras de Astor Piazzolla, Heitor Villa-Lobos e Jacques Offenbach.

Serviço:

Concerto de Natal no Museu Histórico com a Orquestra Sinfônica da UEL

Data: 06/12, sexta-feira

Horário: 19h30min

Local: Museu Histórico de Londrina – Rua Benjamin Constant, 900 (centro)

Entrada gratuita

(Em caso de chuva o evento será cancelado)

Le Carnaval

Elimar_LeCarnaval-4

Le Carnaval
Jean-Baptiste Lully (1632-1687)
Texto de Phillippe Quinault (1635-1688)
Masquerade apresentada na corte do Rei Sol (Luis XIV) em Janeiro de 1675 e editada em 1720.
A obra reúne vários Divertimentos já apresentados em outras obras como Le Bourgois Gentilhomme de Molière, com algumas mudanças melódicas e/ou harmônicas para esta edição de 1720.
Os divertimentos ou quadros musicais que serão apresentados são:
Ouverture e a chegada da Personagem “Le Carnaval” que abre e convida a todos para a alegria e a dança.
Em seguida o quadro dos Espanhóis apresenta um amante melancólico que é consolado e animado por dois amigos.
Como segunda cena um famoso mestre italiano encontra seus alunos atrasados para a aula e por fim saem juntos para bailar.
Depois, uma italiana se queixa do Amor e canta um duo com um italiano acerca da brevidade da juventude que se deve aproveitar o tempo com alegria e festejos.
Como é tradição o fazer brincadeiras, o quadro dos turcos apresenta uma cerimônia de enobrecimento de um burguês à maneira turca.
Por fim aparece em cena a Galania e fala da fidelidade dos amantes e unindo-se ao Carnaval cantam sobre juntar as danças às canções e assim afastar o frio do inverno com o calor da música.
Este é o concerto de encerramento das atividades da área de Música Historicamente Informada da Divisão de Música da Casa de Cultura da UEL.
Participam deste concerto o Coro de Ópera Barroca Color Rhetoricus e a Orquestra Barroca Capriccio Stravagante.
E contamos com a presença especial de Cecília Peçanha – Flautas doces – Ex-integrante do NEUMA Ensemble Universitário de Música Antiga que fez mestrado na Bélgica.
A Direção Musical é feita por Plínio Machado – músico da DM/CC e responsável pelas atividades da MHI na UEL.

Serviço:

Le Carnaval

Local: Teatro Universitário Ouro Verde, dia 29 de novembro, às 20 horas.

Ingressos: R$ 20,00 (inteira), R$ 10,00 (meia) na bilheteria do teatro das 14h às 18h

Classificação: Livre

A BELA ADORMECIDA – O Espetáculo

image0

PGD DANÇA APRESENTA: A BELA ADORMECIDA

SERVIÇO:

Local: Cine Teatro Universitário Ouro Verde – Rua Maranhão, 85 – Centro

Data: 30/11/2019

Horário: 19h30

Ingressos: Somente na secretaria do colégio PGD ou diretamente com a Profa. Viviane WhatsApp 9-8823-5083

R$ 20,00 inteira e R$ 10,00 meia

Na bilheteria do Teatro somente no dia do evento se sobrarem lugares.

Calçadão da Extensão reúne 200 participantes de 27 projetos da UEL, nesta sexta (22) em frente ao Teatro Ouro Verde

calcadao-extensao

Pedro Livoratti/Agência UEL

Cerca de 200 professores e estudantes que integram 27 projetos e programas participam, nesta sexta-feira (22), do 3º Calçadão da Extensão da UEL que tem como objetivo dar visibilidade aos serviços prestados à comunidade regional nas várias áreas do conhecimento. Os projetos serão expostos em estandes montados em frente ao Cine Teatro Ouro Verde, onde as equipes deverão fazer um corpo a corpo com a população das 9 da manhã às 15 horas.
Além dos projetos, Órgãos Suplementares e de Apoio da UEL também participarão da iniciativa divulgando seus serviços e atividades relacionados à saúde, artes, comunicação e ensino. Estão confirmadas as participações da Casa de Cultura, Clínica Psicológica, Coordenadoria de Comunicação, Laboratório de Línguas, Museu Histórico de Londrina, Rádio UEL e TV  UEL.
A Diretora de Eventos, Cultura e Relação com a Sociedade da Pró-reitoria de Extensão (Proex), professora Zilda Andrade, destaca a importância em evidenciar toda a gama de serviços existentes e que buscam melhorar a vida da população em áreas estratégicas como saúde, educação e assistência social.
Segundo ela, o visitante que for ao Calçadão da Extensão terá oportunidade de acessar serviços especializados na área de saúde, como aferição de pressão arterial e orientações sobre alimentação saudável, valorizando aspectos sociais e ambientais por parte do Núcleo de Agroecologia (Neagro); e na área de educação o visitente poderá realizar um teste de movimento sem a visão, aplicado pela equipe do Núcleo de Acessibilidade (NAC) da Pró-reitoria de Graduação (Prograd) da UEL, e haverá o sorteio de uma bolsa de estudos para interessados no curso de idiomas no Laboratório de Línguas da UEL.
A programação prevê ainda uma apresentação do Coro Tempos Dourados, formado por integrantes da terceira idade, em frente ao Ouro Verde, a partir das 10 da manhã. O Coro é um dos trabalhos desenvolvidos pela Divisão de Música da Casa de Cultura da UEL.
Entre os projetos que serão apresentados está, por exemplo, o Cursinho Especial Pré-Vestibular (CEPV), que aprovou 258 dos 457 alunos na 1ª Fase do Vestibular 2020 da UEL, um índice de mais de 56%. O CEPV deve divulgar em breve e estará orientando sobre o funcionamento e o calendário para estudantes interessados em frequentar as aulas, previstas para terem início a partir de março do próximo ano.
Outro trabalho que representa um serviço de impacto à sociedade é o Projeto Assistência de Enfermagem nas Urgências e Emergências, fundamental para o atendimento de casos de acidentes. A equipe estará nesta sexta-feira, no Calçadão, demonstrando na prática as ações necessárias para o primeiro socorro. Outras ações fundamentais desenvolvidas pela UEL na área do direito também serão expostas, haverá orientações com os integrantes do Núcleo de Estudos e Direitos da Criança e Adolescente (NEDDIJ) e do Núcleo Maria da Penha (NUMAPE), que reúne estudantes e professores de vários cursos de graduação, com atividades centralizadas no Escritório de Aplicação de Assuntos Jurídicos (EAAJ), localizado na Rua Brasil, 742, no centro de Londrina.
O NUMAPE existe desde 2013 e presta atendimento jurídico e psicológico gratuito às mulheres de baixa renda que necessitam de apoio e acolhimento para casos de violência doméstica. O projeto propicia uma nova perspectiva de vida vítimas, devolvendo-lhes o controle sobre a situação e sobre a sua integridade física e psicológica.
Já o Núcleo de Estudos e Defesa de Direitos da Infância e da Juventude (NEDDIJ) da UEL, criado em 2006, atende, jurídica e psicologicamente, crianças e adolescentes em estado de violência e risco e aqueles em conflito com a lei que respondem em liberdade. Para o atendimento no âmbito cível, conta com advogadas, estagiárias de Direito, psicóloga e estagiária de Psicologia. Para os casos de conflito com a lei, uma advogada e uma estagiária de Direito. Além dos que são remunerados com bolsas (SETI, PIBIX/UEL, Fundação Araucária), há 2 advogados voluntários.
20-11-2019-g-calcadao

O Grande Circo Místico

73399840_2851194354912480_8118446942104584192_o.jpg

A volta de O Grande Circo Místico

Grupo Vocal Entre Nós presenteia a cidade com espetáculo cênico-musical no aniversário de Londrina

Em comemoração aos 85 anos da cidade de Londrina, O Grupo Vocal Entre Nós presenteia a população com a reestreia do espetáculo cênico-musical “O Grande Circo Místico”, um dos grandes sucessos de trabalho na trajetória de 10 anos do grupo pé-vermelho. A apresentação será no dia 10 de dezembro (feriado municipal), às 20h30, no Teatro Ouro Verde. Os ingressos estão sendo vendidos pela Plataforma Sympla e pontos físicos (Funcart e Loja Ciranda) pelos valores de R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia-entrada).

“Ciranda da Bailarina”, “Beatriz”, “Na Carreira” e “A História de Lily Braun” são algumas das canções já conhecidas do grande público que estarão no espetáculo cênico-musical. Outra delas, “O Circo Místico”, acaba de ser lançada pelo grupo em videoclipe. Portanto, nesta montagem, será apresentada ao público a trilha de sucesso musicada pela dupla Chico Buarque e Edu Lobo, cuja releitura mostra os personagens ganhando vida nos arranjos para grupo vocal. Para isso, o grupo contou com arranjos inéditos e exclusivos de Celso Branco. A direção musical deste espetáculo é de Monique Kodama e direção cênica de Silvio Ribeiro. A produção e realização é do Grupo Vocal Entre Nós.

Além dos 14 cantores (Bruno Bazé, Caco Piacenti, Clara Striquer, Flávio Collins, Isaque Ribeiro, Marian Trigueiros, Mariana Sella, Mariany Figueiredo, Monique Kodama, Nícolas Lopes, Thabata Alvarenga, Thais Regina, Thiago Barcelos e Washington Souza), que estarão todos com figurinos de personagens de circo, o espetáculo contará com participação especial dos atores José Donizetti Buganza, Raquel Sant Anna e Amanda Estevam de Lima e das bailarinas Thâmara Batista e Paola Cella. Também haverá, no espetáculo, uma banda tocando ao vivo formada por Thiago Marconato (piano), Eduardo Sahão (baixo), Elthon Dias (bateria).

A obra
O Grande Circo Místico é um dos 73 poemas da obra “A Túnica Inconsútil”, do alagoano Jorge de Lima, que apresenta uma única estrofe de 46 versos mostrando a trajetória da dinastia do Circo Knieps. Este foi o ponto de partida para a criação das composições de Chico Buarque e Edu Lobo, que contam um pouco da vida dos integrantes deste circo, permeada pela história de amor entre Frederico, um aristocrata, e Beatriz, uma equilibrista.

Com onze composições, originalmente, esta foi uma obra encomendada para o Balé Teatro Guaíra (Curitiba/PR) e encenada, pela primeira vez, em 1983. Neste mesmo ano foi lançado o conhecido LP de mesmo nome – com as canções utilizadas pelo balé – pela gravadora Som Livre, e que teve a participação de alguns dos mais consagrados cantores da MPB como Milton Nascimento, Jane Duboc, Gal Costa, Simone, Gilberto Gil, Tim Maia, Zizi Possi, Edu Lobo e Chico Buarque. Sem dúvidas, este é um dos trabalhos de maior destaque da música popular brasileira até hoje.

Tamanha repercussão, “O Grande Circo Místico” foi e continua sendo um espetáculo de grande sucesso, sendo constantemente reinterpretado em novas versões artísticas e meios de expressão. Apesar da grande popularidade da obra, ainda faltava uma adaptação à formação de coro cênico, privilegiando as potencialidades e particularidades dessa linguagem. Na versão apresentada pelo Grupo Vocal Entre Nós, então, será apresentada uma nova estética, na qual os diversos personagens e vários intérpretes reforçam a identificação da obra com a linguagem coral que dialoga com os solistas.

Trajetória do grupo
Fundado em 2010, o “Grupo Vocal Entre Nós” é formado, em sua maioria, por alunos e ex-alunos de diversos cursos da Universidade Estadual de Londrina (UEL), principalmente, do curso de Música e conta, atualmente, com 14 cantores. Grande parte possui experiência em canto coral desde a infância/adolescência, além de estudos em instrumentos harmônicos e melódicos. No início das atividades, o objetivo do grupo era o estudo da interpretação de arranjos vocais próprios para a formação de grupo vocal, inspirado em arranjadores de destaque como Marcos Leite, Pablo Trindade e Celso Branco.

No entanto, após quatro anos de trabalho apenas vocal, o grupo passou a realizar um trabalho independente e com uma proposta interdisciplinar, unindo, então, a música ao teatro em suas apresentações, algo que, além de enriquecer o trabalho realizado, trouxe um novo público. Desde então, já montou seis espetáculos, dentre eles “Conversa de Botequim”, “Entre Nós in Concert”, “O Grande Circo Místico” e “Censurar Ninguém se Atreve”, “Morte e Vida Severina” e “Elis Entre Nós”, todos com preparação vocal de Monique Kodama e direção cênica de Silvio Ribeiro, diretor da Escola Municipal de Teatro de Londrina.

O amadurecimento e desenvolvimento do grupo, definitivamente, se mostra a cada nova apresentação e nas parcerias realizadas com grandes eventos como o Festival Internacional de Música de Londrina (FIML) e Festival Internacional de Londrina (FILO), fazendo parte da programação de mostras locais em algumas edições ou como coro base de espetáculos da programação pedagógica.

A mais recente conquista e reconhecimento foi o prêmio no Festival Internacional de Corais de Curitiba (Cantoriba 2018), em que o grupo foi vencedor nas categorias “Coro Misto”, “Música Popular Avançado” e, ainda do “Prêmio Geral – Diamante”, por ter atingindo a maior pontuação do concurso, que teve a participação de importantes grupos do Brasil como Projeto Guri (Piracicaba/SP), Neojiba (Salvador/BA) e Grupo UPA (Porto Alegre/RS) e Coral Brasília (Brasília/DF).

Serviço:

O Grande Circo Místico com Grupo Vocal Entre Nós
Quando: 10 de dezembro (terça-feira/feriado municipal), às 20h30
Onde: Teatro Ouro Verde (rua Maranhão, 85)
Quanto: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia-entrada)*
*Ingressos estão sendo vendidos pela Plataforma Sympla (www.sympla.com.br/o-grande-circo-mistico__704965) e pontos físicos – apenas no dinheiro (Funcart – rua Souza Naves, 2380/ Loja Ciranda – rua Prefeito Hugo Cabral 656)

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Marian Trigueiros – Jornalista (MTB 6248 – PR)
(43) 98457-2416 – marianmit@gmail.com
Fotos: Fábio Alcover/ Arquivo FILO

Contatos para entrevista:

-Monique Kodama (preparadora vocal e diretora musical) – (43) 99912-8765
-Silvio Ribeiro (diretor cênico) – (43) 99619-1576

**Disponibilizamos mais fotos do espetáculo, artes, vídeos e áudios para os veículos de comunicação interessados**

divulgacao-circo-2-2019